Quarta-feira, 3 de Maio de 2006

Facto inútil do dia

Na quinta-feira dia 4 de Maio, dois minutos e três segundos depois da uma da manha,

A hora e a data vão ser o seguinte:

01:02:03 04-05-06

Isto nunca vamos ver uma segunda vez...

Sexta-feira, 28 de Abril de 2006

nova plataforma do sapo

Eu até gosto destes novos blogs do sapo. mas pq raio é que isto dá tantos erros? alias, não são só os blogs. Todo o sapo anda aos soluços.

Segunda-feira, 24 de Abril de 2006

Outros trabalhos...

Eu já trabalhei num MacDonalds . Durante algum tempo, ainda estudava, e era uma forma fixe de ganhar uns dinheiros e ter umas coca-colas e uns hambúrgueres de borla. Havia uma posição que eu odiava que era trabalhar no Drive-in . Não sei porquê mas sempre foi uma coisa que odiei. E o meu ódio era partilhado de tal forma que lhe chamávamos o buraco! A sério, o gerente da loja quando nos queria por de castigo mandava-nos para o buraco uma semana ou duas. Era tipo uma penitenciária mas sem a homossexualidade e as visitas conjugais.

Descobri depois que não chamavam o mesmo em outros MacDonalds . E descobri isso da pior forma possível. Fui a um MacDonalds de carro (já conduzia nessa altura) e assim que a menina me dá o troco tentei meter conversa com ela. Nunca fui propriamente um Adónis mas pronto, lá estava ela, trabalhava num MacDonalds e isso era uma coisa em comum. Mas a minha frase de engate saiu-me assim do género:

"Então, que tal está aí o buraco hein?"...

Foi um silêncio agonizante. A moça olhava-me com aquela cara de animal que fica numa linha férrea enquanto o comboio avança a 150 Km /hora. Não contente ainda voltei à carga:

"Parece-me que tens isso aí limpinho hein? É bom vermos alguém com gosto pelo sitio onde tanta gente passa. Eu também trabalho muito nesse sítio sabias?"

Ela fechou a janelinha de alumínio com violência . Só passado uma hora é que vi a barbaridade do que tinha acabado de dizer. Nunca mais voltei a esse MacDonald ...
sinto-me: estranho
Sábado, 22 de Abril de 2006

Maus criativos..

Há profissionais das artes gráficas que acham que têm piada. Alguns fariam muito melhor estando quietos. O que raio é que este tipo estava a pensar quando criou este logotipo?!?!?!

Logotipo um tanto ou quanto duvidoso
sinto-me: viperino
coisado por StrangeBlogger às 15:57
link do post | coise também | dizer que eu sou catita!
Sexta-feira, 21 de Abril de 2006

Vou falar um bocadito de religião

Bom, primeiro que tudo deixem-me dizer que não quero com isto chatear ninguém nem "agitar por agitar". Sem bem que tem piada fazer isso, mas não é o que eu quero.

Tenho vários amigos de várias religiões (sim, pasmem-se, eu tenho amigos). E pedi-lhes já várias vezes para me explicarem porque é que o Profeta (ou Jesus) que eles seguem é melhor que o profeta (ou Jesus) que o visinho do lado segue.

O meu amigo Mormon disse-me que falava directamente com Deus e não precisava de intermediários para obter as suas respostas. É justo. Os outros todos responderam o normal:

"Ah o meu é melhor porque o deles não é assim tão bom e blah blah.. e os livros escritos.. blah blah.. e traduções mal feitas.. blah".

Deixem-me só recapitular com um pequenino facto que está a escapar de certeza:

Porque é que a vossa religião está certa, e a do vizinho que é seguida por 4 biliões de pessoas está errada?

Ocorrem-me várias repostas. Sintam-se livres de acrescentar alguma se se lembrarem dela:

1. As pessoas são influenciáveis. O meu Deus deixa 4 biliões de pessoas adorar coisas diferentes para respeitar a liberdade de pensamento. O que queres dizer com "eles pensam como eu?"

2. Todas as religiões são basicamente a mesma. Quando Jesus falou no Céu (Paraíso) estava a referir-se também à reencarnação. E os Muçulmanos dizerem que os Cristãos e os Judeus vão todos arder no Inferno é apenas uma questão de semântica.

3. Eu e os que seguem a minha religião somos informados e inteligentes e todos os outros são idiotas acéfalos. Mesmo que hajam milhares de pessoas com avançados graus de educação e QIs impressionantes.

4. Deus é mais forte que o Diabo e mesmo que o Diabo tenha conseguido enganar 4 biliões de pessoas Deus nem se importa. Deus sempre foi bom a apanhar as pessoas desprevenidas. Mais cedo ou mais tarde farão todos parte da minha religião.

5. Nós somos os escolhidos. O meu Deus nem sequer olha para esse pobres coitados.

6. Há 4 biliões de pessoas na terra?

Esqueci-me de alguma coisa?
sinto-me: celestial

Novo kit mãos livres

Numa optica de serviço público, apresento aqui um novo kit mãos livres. Assim poderão ler, comer, fazer tricot/crochet ao mesmo tempo.

Kit mãos livres
sinto-me: útil

Coisas parvas para pensarmos take 1

Isto é daquelas coisas inúteis que me passam pela cabeça de vez em quando. Mas partilhem este pensamento comigo:

O que raio passou pela cabeça da primeira pessoa que tirou leite a uma vaca?

Assustador não é? Quer dizer, por muito doente e pervertido que eu consiga ser (e acreditem que consigo) nunca na minha vida me passaria pela cabeça apertar as tetas a uma vaca. Bom, agora que falam nisso....
sinto-me: prevertido
Quinta-feira, 20 de Abril de 2006

Acho que aúnica maneira de lidar com isto, é fazer uma piada

Em relação ao acordão do juiz em relação à educadora que maltratou crianças com deficiências. Pensei muito sobre o facto de fazer ou não uma piadola sobre isto. Alvos não faltam e as piadas correm na internet como lume numa noite de verão em palha quente. Mas acho que o Juiz (mais ainda que a ré) merece o nosso escarnio e maldizer. Assim, aqui fica:


Resume-se facilmente, o texto do acordão..

(ler com voz de quem acabou o quarto bagaço a seguir ao jantar)
"Ora vamos lá a ver.. a xôra deu no totiço das criancinhas mas até aposto que mereceram. E se calhar teve muita paciência para aqueles atrasadinhos. Eu se calhar fazia pior. Lá em casa quando calha a molhar a sopa, nem o gato se escapa. Amarrar é que pareceu foleiro. Eu gosto quando fogem pela casa comigo a persegui-los de cinto em punho, mas pronto. Vá lá à sua vida que nós vamos à nossa..."

e mais não digo...
sinto-me: um autentico demónio

Se eu fosse uma personagem do southpark...

se eu fosse uma personagem do south park

Seria assim. Cortezia do South Park Studio. Podem fazer o vosso próprio boneco aqui
sinto-me: a precisar de um café
coisado por StrangeBlogger às 11:01
link do post | coise também | dizer que eu sou catita!

A Cremilde responde:

Inauguramos agora uma rubrica que é o consultório sentimental. Temos recebido inúmeros e-mails com perguntas do foro sentimental e para tal contratamos a Doutora Cremilde Onofre, licenciada em psicologia animal.


consultorio sentimentalCaro Consultório Sentimental, tenho 35 anos e sou solteira. Apesar de não ser nenhuma beleza exótica, considero-me engraçada e atraente. Mas acho que só atraio homens extremamente tímidos. Normalmente quando falam comigo raramente me olham na cara, ficam só a olhar para o meu peito e raramente me conseguem olhar nos olhos. Serei um iman de pessoas tímidas?
Desde muito nova que sinto isto, acho que desde que uso soutien. O pior é que com a timidez raramente ouvem o que eu digo e passo por momentos por vezes complicados. No outro dia fui sair sozinha e estava um grupo inteiro de homens a olhar para mim. Não entendi mas todos me olhavam sem conseguirem olhar-me na cara. Começo a pensar que talvez seja muito feia. O que fazer?


Cara leitora, na minha vida profissional tenho visto alguns casos como este. Normalmente nas vacas há casos em que se sentem desprezadas e sozinhas. Mas acredite que eles gostam de si. Apenas há atributos a que ligam mais. Digamos que tem algo de hipnotico em si. Fomente isso.
sinto-me: sentimental
coisado por StrangeBlogger às 10:21
link do post | coise também | dizer que eu sou catita!

mais sobre mim

pesquisar

 

Maio 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

coisas já ditas...

Facto inútil do dia

nova plataforma do sapo

Outros trabalhos...

Maus criativos..

Vou falar um bocadito de ...

Novo kit mãos livres

Coisas parvas para pensar...

Acho que aúnica maneira d...

Se eu fosse uma personage...

A Cremilde responde:

subscrever feeds